Instituição

  • História
  • Missão, Visão, Crenças e Valores
  • Organograma
  • Órgãos Sociais
  • Documentos Institucionais

HISTÓRIA DA ASPORTO:

No já longínquo ano de 1934 um grupo de Surdos do Porto e arredores reuniu‐se e deliberou criar o Grupo Recreativo de Surdos do Porto. Foi à volta do mesmo que os Surdos do Porto se foram agrupando mas sem uma atividade específica. Até que em 1951 o mesmo foi reformulado e criou‐se o Grupo Desportivo Surdos‐Mudos do Porto cuja atividade principal era o Futebol praticado a um nível popular mas com grande enriquecimento da vitrina de troféus.

 

Em 1974 mais uma vez mudança de nome para Associação Portuguesa de Surdos‐Delegação do Porto e com enorme acréscimo de atividades, especialmente na área social.

 

Finalmente, em 1995, houve uma nova mudança de nome para Associação de Surdos do Porto, proporcionando assim uma plena autonomia e um incrementar de Atividades a todos os níveis.

 

A NOSSA ASSOCIAÇÃO E A NOSSA TERRA:

Parafraseando alguém poderemos dizer que:

 

“A Comunidade Surda do Porto, reunida à volta da sua Associação representativa, é homogénea e o seu traço característico é a solidariedade. A Pessoa Surda do Porto distingue‐se de todos os outros pela afinidade e pela coesão.

 

A Associação é para ela uma segunda pátria. Tem uma fisionomia comum, um pensar comum, um ideal comum.

 

A Associação de Surdos do Porto não é em rigor uma Associação: é uma Família. Quando algum mal a acomete, todos o sentem com a mesma intensidade; quando deseja alguma coisa, todos a desejam ao mesmo tempo.

 

A Associação tem os mesmos foros que tem a cidade tão idolatrada: a tradição de independência, de liberdade, de franquia. Ai quando surgem ameaças a essa tradição, logo toda a Comunidade Surda do Porto se reunirá no mesmo Fórum, à volta da sua Associação, para protestar e encontrar formas de luta...”

MISSÃO:

A Associação de Surdos do Porto tem como fins a defesa e promoção dos interesses sociais e culturais, económicos, morais e profissionais dos seus associados Surdos, bem como dos Surdos em geral, podendo tais fins dirigirem‐se também às respetivas famílias sempre que tal venha a beneficiar a Pessoa Surda.

 

À Associação de Surdos do Porto compete, para atingir tais fins propostos:

- Promover a educação e ensino de Crianças, Jovens e Adultos Surdos;

- Dentro de determinados moldes, desenvolver e fomentar a formação profissional das Pessoas Surdas;

- Prestar o apoio necessário para uma mais fácil integração comunitária das Pessoas Surdas;

- Promover o ensino e a divulgação da Língua Gestual Portuguesa;

- Prestar apoio aos Seniores Surdos.

 

VISÃO:

Crescer de forma sustentada e garantir a realização de atividades que permitam o reconhecimento da Associação dos Surdos do Porto como uma entidade prestigiada, credível e de referência junto do Cidadão Surdo, do movimento associativo e da Sociedade em geral.

 

CRENÇAS E VALORES:

- Espírito de Equipa (Uma sadia cumplicidade em favor do desenvolvimento e continuidade da atividade da ASPorto);

- Credibilidade (Honrar os compromissos assumidos preservando a imagem institucional);

- Simplicidade (Procurar formas descomplicadas e desburocratizadas de realizar as tarefas, sempre respeitando as pessoas).

Comissão Provisória de Gestão eleita em 31 de janeiro de 2016. Tomou posse no dia 13 de fevereiro de 2016.

 

Presidente: Rui Vergilio Madureira Batista 

Email: rui.batista@asurdosporto.org.pt

 

Vogal: Alfredo Marcelino Ribeiro Romano

Email: alfredo.romano@asurdosporto.org.pt

 

Vogal: Ana Bela Álvaro carneiro Baltazar

Email: anabela.baltazar@asurdosporto.org.pt

 

Vogal: João Manuel Nunes de Moura

 

Assessoria geral: Armando Gabriel Teixeira Baltazar

Email: armando.baltazar@asurdosporto.org.pt